Comitê busca 12 mil voluntários para as cerimônias dos Jogos Rio-2016

0

As cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016 terão a presença tanto de artistas consagrados quanto de nomes desconhecidos do grande público, mas que desejarem mostrar suas habilidades. O Comitê Organizador anunciou nesta sexta-feira que a meta é selecionar pelo menos 12 mil voluntários para participarem das tradicionais exibições.

Os interessados podem se inscrever nos sites cerimonias.rio2016.com ou rio2016.com/elencodecerimonias. As inscrições começaram em maio, mas o processo não havia sido divulgado. A justificativa é de que o site “estava sendo testado”. Ele vai até o início de setembro. Até o momento, já foram selecionados mais de 4 mil voluntários. Os interessados passarão por testes de habilidade entre outubro e janeiro.

– O cara não precisa ser profissional, mas tem de ter certa aptidão, conhecer um mínimo. Todo mundo vai ter tempo para aprender as coreografias, mas é bom que a pessoa possua alguma habilidade. Não queremos um profissional de patinação, mas alguém que saiba patinar. Não precisa ser um bateirista de escola de samba, mas tem de saber batucar – explicou Leonardo Caetano, diretor de cerimônias da Rio-2016.

A grande maioria dos voluntários participará de atividades como danças ou performances, dentre as quais podem estar o uso de pernas de pau, skate, patins, instrumentos ou a realização de encenações. Outros ficarão escA promessa é de que as cerimônias exibam ao público aspectos da identidade brasileira. Os voluntários precisam ter 16 anos completos em 2016.

Em março, começará a fase de ensaios, que vai durar até a véspera da abertura. Inicialmente, eles acontecerão em números pequenos e em horários alternativos, em uma réplica do Maracanã. Aos poucos, a frequência aumenta para quase todos os dias no que serão os ensaios gerais, com quase todos os grupos reunidos, já no próprio estádio.

– Existem três tipos de pessoas que participam. Artistas famosos, que participam por um valor simbólico, artistas específicos, contratados, e o grosso é feito por voluntariado. Serao processos de audição, tarefas serao pedidas e eles vao passando de fase até chegarmoa ao numero de 12 mil – contou Caetano.

O sigilo é uma das preocupações da organização. Com tantos envolvidos nos bastidores, os voluntários terão de assinar um documento no qual se comprometem a não estragar a surpresa das cerimônias. Algumas operações nas quais há maior temor de vazamento serão ensaiadas separadamente até o momento da abertura. Até o momento, já existe uma “linha narrativa” dos eventos.

Fonte: Terra

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário

Copyright © 2003 - 2017 - Portal Folha do Valentina Notícias - Rádio, TV Jornal Jampa Notícias - TV JAMPA - Petrúcio Prado