Folha do Valentina Figueiredo: SMS realiza ação de combate à dengue no Valentina Figueiredo

0

Luís Sousa

Levantamentos da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apontam que o Valentina Figueiredo foi o bairro que mais teve notificações de dengue em 2015. Entre os dias 1º de janeiro e 15 de abril foram registrados 94 casos. Por isso, nesta quarta-feira (29), o Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses (Cvaz) e a Unidade de Saúde da Família (USF) Ipiranga realizam diversas ações visando conscientizar a população e eliminar focos do mosquito Aedes Aegypti. A abertura das atividades acontece às 7h30, na USF Ipiranga, que fica na Avenida São Luis, no Alto da Boa Esperança, no Valentina.

“O objetivo é mobilizar o maior número de pessoas possível e fazer com que todos fiquem cientes de como prevenir a doença e acabar com os focos do mosquito. Cada um tem que fazer a vigilância e ser responsável pela manutenção do seu espaço”, relata o gerente da USF Ipiranga, Iranildo Nunes.

Durante o dia serão realizadas atividades na USF Ipiranga, na Escola Municipal Comendador Cícero Leite e nas ruas do bairro. “Na unidade teremos rodas de conversa, palestras, exposições relacionadas às doenças mais comuns nesta época. Na escola será montada uma cinemateca, onde serão exibidos materiais educativos para conscientizar os alunos. Já nas ruas do bairro, os agentes de vigilância ambiental e as equipes de Saúde da Família da USF vão vistoriar os terrenos baldios e locais onde possam existir focos do mosquito. Também haverá um caminhão realizando a coleta de pneus e a utilização do fumacê costal, que é uma espécie de mochila que os agentes utilizam para transportar e aplicar o inseticida”, detalhou o gerente do Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses, Nilton Guedes.

Ainda de acordo com Nilton Guedes, o Cvaz realiza ações de combate a dengue diariamente, no município. Os agentes de Vigilância Ambiental realizam visitas domiciliares para monitorar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti e atuam no combate direto ao vetor.

O mosquito – O Aedes aegypti vive 35 dias, mas seus ovos podem sobreviver até 450 dias. O mosquito prefere locais úmidos e basta alguns milímetros de água, para eles eclodirem e, em uma semana, transformarem-se em mosquitos adultos.

Prevenção – Atitudes simples como não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, são essenciais no combate à dengue.

Disque Dengue – Para mais informações sobre a doença ou denuncia de possíveis criadouros a população pode entrar em contato com o serviço Disque Dengue pelo telefone 3214-5718.

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário

Copyright © 2003 - 2017 - Portal Folha do Valentina Notícias - Rádio, TV Jornal Jampa Notícias - TV JAMPA - Petrúcio Prado