Governo realiza obras complementares à transposição

0

O Governo do Estado vem conduzindo obras associadas ao Programa Integrado do São Francisco (PISF) no valor total de R$ 1,4 bilhão, incluindo recursos próprios em contrapartida e verbas do Governo federal. São as denominadas obras complementares da transposição para recepção e distribuição das águas do rio São Francisco na Paraíba, entre elas, o Canal Acauã-Araçagi, sistemas de esgotamento sanitário, adutoras, sistemas para abastecimento de comunidades rurais, dessalinizadores e limpeza do Rio Paraíba.

“Nenhuma gestão executou um conjunto de obras hídricas tão completo, com o objetivo de otimizar a distribuição e o atendimento ao maior número de pessoas possível para desfrutar ao máximo da chegada das águas do São Francisco, quanto este governo. Isso porque nós acreditávamos na transposição e sabíamos da indiscutível importância dela para combater a
estiagem”, ressaltou o secretário da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia, João Azevedo.

Nesta sexta-feira (3), o governador Ricardo Coutinho, acompanhado do secretário João Azevedo e outros auxiliares de governo e de deputados estaduais, visita as obras de recepção das águas do Rio São Francisco na Paraíba. A caravana será formada às 8h30, no aeroporto de Monteiro, e seguirá para o município de Sertânia, em Pernambuco, onde está localizada a
estação de bombeamento EBV6. Às 11h15, o governador, auxiliares e deputados visitam o Açude Poções, em Monteiro, encerrando a programação por volta das 12h45 na Barragem Camalaú, localizada no município do mesmo nome.

As obras – As águas da transposição do Rio São Francisco estão chegando na Paraíba pelo Eixo Leste, e a ele interligado está o Canal das Vertentes Litorâneas (Acauã-Araçagi), considerada a maior e mais importante obra hídrica da história da Paraíba. A obra tem orçamento de R$ 1 bilhão e vai beneficiar mais de 600 mil habitantes de 38 municípios paraibanos, incluindo irrigação de 16 mil hectares. Dividida em três lotes, a primeira etapa tem 42 km de extensão e vai atender os municípios de Itatuba, Mogeiro, Itabaiana e São José dos Ramos, será concluída já em junho de 2017.

Em seguida, a água do Velho Chico segue pelo Rio Paraíba passando pela Barragem Camalaú e Boqueirão. Estima-se que esse trajeto de aproximadamente 130 km leve em torno de 30 a 45 dias. Com a chegada das águas à Barragem de Boqueirão, o qual se encontra com apenas 4,0% da sua capacidade de acumulação, as águas do Rio São Francisco já beneficiarão cerca de 716 mil habitantes, em um total de 18 municípios, destacando-se a segunda maior cidade da Paraíba, Campina Grande, que assim terá resolvida a sua crise hídrica. Os demais municípios são: Barra de Santana, Caturité, Queimadas, Pocinhos, Lagoa Seca, Matinhas, São Sebastião de Lagoa de Roça, Alagoa Nova, Boqueirão, Boa Vista, Soledade, Juazeirinho, Cubati, Pedra Lavrada, Olivedos, Seridó, Cabaceiras.

Já o Sistema Adutor da Borborema, projeto concluído e cujo pleito já foi apresentado pelo governador Ricardo Coutinho, pretende expandir a eficiência da transposição no Estado e vai beneficiar toda a rede de adutoras do Cariri e Curimataú. Com o objetivo de levar segurança hídrica a 43 municípios paraibanos e a uma população estimada em 247 mil habitantes, o sistema a ser implantado na cidade de Monteiro, compreende uma rede adutora de 750 km de extensão.

Entre outras obras que o Governo do Estado vem conduzindo para receber as águas da transposição do Rio São Francisco também estão em andamento as do esgotamento em 11 municípios: Belém de Brejo do Cruz, Coremas, São Bento, São José de Piranhas, Cabaceiras, Caraúbas, Coxixola, Livramento, São José dos Cordeiros, Serra Branca e Taperoá. As obras estão sob a responsabilidade da Secretaria de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia (Seirhmact),

Totalizando mais de R$ 76 milhões em investimentos provenientes do PAC-Funasa, os esgotamentos sanitários são importantes para garantir a qualidade da água que chegará aos municípios de forma segura para o uso e o consumo da população beneficiada.

Mais nove cidades também ganharão obras de esgotamento sanitário do Governo do Estado para receber as águas provenientes da transposição do Rio São Francisco: Boqueirão, Juazeirinho, Aparecida, São João do Cariri, São Domingos do Cariri, Santo André, Poço José de Moura e São Domingos de Pombal e São Francisco.⁠⁠⁠⁠

Fonte: Governo da Paraíba

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário

Copyright © 2003 - 2017 - Portal Folha do Valentina Notícias - Rádio, TV Jornal Jampa Notícias - TV JAMPA - Petrúcio Prado