Impactante e revelador apresentamos o romance ‘O Inferno é verde’ do autor R.D. Silveira

0
O inferno é verde na Amazônia colombiana, brasileira, da droga, dos conluios e da safadeza da corrupção. Será que a vida precisa ser passada num inferno para que a sociedade possa melhorar, ou será que é preciso investigar as gangues modernas com ramificações no mundo inteiro?
A aclamação da critica sobre “O Inferno é Verde” leva em conta a narrativa sobre o narcotráfico, a guerrilha, as organizações multinacionais do crime e a realidade contemporânea de um Brasil que inclui a operação Lava-jato comandada pelo juiz Sergio Moro. Em momentos singulares o texto que espreita até os extremismos de Donald Trump, revela um cenário de amor improvável. Amaru, índia Baniwa e Nolan, agente especial, protagonizam um romance que une a selvagem nua a banhar-se nas águas amazônicas, a um  investigador acostumado a combater o crime com drones e robôs virtuais.
O Inferno Verde Livro capaA trama dividida entre a Floresta Amazônica, Curitiba e o litoral paranaense, é protagonizada pela 3-i, fictícia agência internacional de inteligência com integrantes de diversos países. Uma megaoperação chamada Green Hell investiga um império de drogas bem no meio da Floresta Amazônica. À frente da operação está o psicólogo Nelson Moore, um homem analítico e que aplica a terapia cognitiva para entender adversários e amigos.
“… R. D. Silveira – consegue não somente fazer com que nos importemos com os personagens, como gerar uma reflexão pertinente sobre a sociedade, tudo embalado por uma narrativa nervosa, daquelas em que o leitor não consegue baixar o livro, algo que somente os bons romances são capazes de fazer. Com uma narrativa que poderia facilmente ser transportada para a tela do cinema ou da TV, “O Inferno é Verde” é uma das obras paranaenses mais interessantes do ano e que não deixa a desejar a nenhum bestseller por aí”.
Rodrigo de Lorenzi Oliveira.
Jornalista.
“… Posso afirmar a qualidade do livro, , pois o autor consegue relacionar os diversos episódios com a realidade da situação brasileira e, de certa forma, do mundo, vivida nos tempos atuais de segunda metade da segunda década do terceiro milênio, em que a tecnologia impera. Isso paralelo ao acirramento do tráfico de drogas e de influências em que o ganho de muito dinheiro é muitíssimo mais importante do que são os valores da vida humana”
Roque Aloisio Weschenfelder,
Crítico literário.
Fonte: Recebido por e-mail: News Literária
Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário

Copyright © 2003 - 2017 - Portal Folha do Valentina Notícias - Rádio, TV Jornal Jampa Notícias - TV JAMPA - Petrúcio Prado