Plínio pede atitude no Botafogo-PB: “Temos que falar menos e agir mais”

0

Instabilidade. Essa é a palavra que melhor define o cenário do Botafogo-PB de 2017.

A liderança isolada no Campeonato Paraibano não ameniza a eliminação vexatória da equipe na Copa do Brasil nem mais uma má campanha pífia na Copa do Nordeste, onde até o momento mais uma vez ocupa a lanterna do seu grupo.

A insatisfação notada quando o time foi recebido de costas pela torcida no expressivo triunfo contra o Vitória-BA no Nordestão, talvez a única atuação convincente da equipe no ano.

O futebol apresentado está longe de agradar. Os 22 pontos somados no estadual não escondem a carência técnica e coletiva do time em alguns setores. O treinador Itamar Schulle busca entender o desconforto do torcedor, e garante que todos no clube estão comprometidos em busca de reverter a má fase.

– No momento de críticas, temos que respeitar. No momento de alegria, temos que respeitar. Assim é o futebol. Trabalho, humildade e serenidade no que está sendo feito, sabendo que muitas algumas tempestades se levantam. Ninguém está aqui em busca de aplausos. Estamos aqui para fazer o melhor pelo Botafogo-PB – explicou.

Na tarde deste domingo (05), o time da estrela vermelha volta a jogar pelo Campeonato Paraibano. O adversário será o Atlético de Cajazeiras, que derrotou o time na segunda rodada, ainda no comecinho de janeiro.

– O Atlético tem feito uma campanha muito boa e é um time muito regular. Eles tem muita qualidade e estão demonstrando isso durante os jogos. É mais um jogo muito difícil, como tem sido todos os jogos. É um dos campeonatos mais equilibrados dos últimos anos. Estamos nos preparando para todas as dificuldades que possam vir – garantiu.

Para reverter a situação crítica do Belo, o capitão Plínio pode ser uma das novidades para o duelo. Já a disposição, após se recuperar de uma lesão no púbis, ele mostra preocupação com o desempenho do time e pede atitude.

– É uma responsabilidade a mais quando voltamos em uma situação difícil. Fomos eliminados na Copa do Brasil, estamos em uma situação difícil na Copa do Nordeste, mas somos líderes no Campeonato Paraibano. Temos que nos manter na liderança. Estou a disposição do Itamar. Se ele optar por mim, vou estar pronto para ajudar a minha equipe. Não é hora de ninguém se esconder. Temos que trabalhar bastante. Em situações difíceis, temos que falar menos e agir mais – disse.

Fonte: Equipe @Vozdatorcida / Vitor Oliveira/ Voz da Torcida

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário

Copyright © 2003 - 2017 - Portal Folha do Valentina Notícias - Rádio, TV Jornal Jampa Notícias - TV JAMPA - Petrúcio Prado