Salvar vidas de crianças cardiopatas é o foco do trabalho da equipe da Maternidade de Patos que integra o Círculo do Coração

0

Salvar a vida de crianças de zero a 12 anos que apresentam problemas cardíacos, a exemplo de sopro, cianose, febre reumática, taquicardia, entre outros. Esse é o foco do trabalho do Círculo do Coração (Circor), que é desenvolvido desde 2011, a partir de uma parceria do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), e a ONG pernambucana Círculo do Coração. Na Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, que integra a rede estadual de saúde, há um núcleo do Circor que atua com cinco profissionais, sendo uma médica, três enfermeiras e uma assistente administrativa.

O trabalho dos profissionais que integram a Rede de Cardiologia Pediátrica da Paraíba (RCP) e que atuam no Circor em Patos inclui a realização de testes do coraçãozinho (Oximetria diferencial), ecocardiograma de triagem, que são realizados nos recém-nascidos da UCIN e UTI Neo, além dos atendimentos em um ambulatório especializado, às terças-feiras. Quando há necessidade de um procedimento,  é feito o encaminhamento do paciente para o complexo Arlinda Marques, em João Pessoa, que é um centro de referência na Paraíba, nesta área cardiológica.

O Circor de Patos é composto por uma equipe multiprofissional, que tem a frente a pediatra Nicoly Silvia Gomes. Eles são responsáveis pelos atendimentos e fazem, diariamente, a oximetria nos recém-nascidos maiores de 34 semanas. Os ecocardiogramas de triagem são realizados durante os atendimentos no ambulatório, todas as terças-feiras à tarde, das 14às 18h ou quando há necessidade na própria maternidade. A sala do Circor em Patos funciona no prédio do banco de leite e a cidade é referência para a rede de cardioloia pediátrica.Na sala do Coração são acompanhados bebês cardiopatas identificados tanto durante a gestação, quanto nos primeiros dias de vida.

            “Assim que identificamos alguma cardiopatia, a criança já passa a ser acompanhada pela equipe da Rede de Cardiologia Pediátrica e passa, assim, a ter a atenção e cuidados necessários para o devido tratamento”, explica a Dra. Nicoly. Segundo ela, atualmente, há 350 crianças cadastradas no ambulatório de Patos, que são regularmente acompanhadas.

O diretor clínico da Maternidade de Patos, Dr. Paulo Athayde, destaca que o Circulo do Coração desenvolve um importante trabalho. “Nós da Maternidade de Patos ficamos muito orgulhosos de fazer parte de uma ação que permite que mais crianças possam ser avaliadas e tratadas e, a partir daí, terem a possibilidade de ter uma vida normal”, destaca o médico, lembrando que sem acompanhamento e tratamento adequado, muitas destas crianças atendidas pelo Circor não sobreviveriam ou teriam uma vida limitada em função de problemas cardíacos.

Na última sexta-feira (30), a Caravana do Coração, que este ano está sendo realizada desde 26 de junho até oito de julho, passou por Patos e todos os profissionais que integram a RCP e o Circor da Maternidade se integraram às atividades que foram realizadas na sede da Faculdades Integradas de Patos (FIP). Dr. Paulo Athayde fez uma palestra focando a gravidez de alto risco e as intercorrências da eclampsia.

Fonte: Recebido por email “News Comunicação”

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário

Copyright © 2003 - 2017 - Portal Folha do Valentina Notícias - Rádio, TV Jornal Jampa Notícias - TV JAMPA - Petrúcio Prado