Usuários do Caps Ad estreiam exposição de arte no Centro Cultural São Francisco

0

Por Thibério Rodrigues

Os usuários do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas (Caps Ad) David Capistriano estreiam nesta segunda-feira (6), a partir das 17h30, uma exposição de arte com trabalhos feitos de papel machê. A exposição segue até o dia 10 de abril na sala Deprofundis no Centro Cultural São Francisco, localizado na Praça São Francisco, Centro da Capital.

De acordo com Janaína D’Emery, coordenadora da área técnica de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), todos os trabalhos foram desenvolvidos nas oficinas de arteterapia que acontecem semanalmente no Caps Ad. “A exposição é resultado da criatividade de cada usuário explorada ao longo das oficinas, transformando suas vivências pessoais em arte”, explicou.

Com o título de ‘Meu Papel no Mundo’, a exposição reflete a visão de cada usuário do centro sobre sua atuação na sociedade. “O título nos remete à nossa atuação no mundo como componentes da sociedade. Esse papel é muito diferente para cada um, mas existe um que todos nós devemos desempenhar, que é o papel de cidadão”, afirmou Fabiane Balbino, arteterapeuta do centro.

A exposição será aberta com uma vernissage, que contará com a apresentações musicais de Chico Viola e do Batu Caps, formado por usuários do Caps Ad, além do lançamento de um livro do poeta e escritor Fábio Guilherme de Morais, também usuário do centro.

Projeto Terapêutico – No Caps Ad são desenvolvidas atividades como arteterapia, teatro de rua, oficina de redução de danos, atividades físicas, aula de música, educação em saúde, visita domiciliar e grupo de famílias.

“Desenvolvemos a arte como expressão mais interna do ser. Dessa forma, é possível trabalhar os traumas, complexos, medos, inclusive o que os levou ao vício. Buscamos despertar nos usuários a sensibilização e a expressão artística”, explicou Fabiana Balbino, arteterapeuta do centro.

Caps Ad – O serviço da Rede Municipal de Saúde de João Pessoa atende e realiza o tratamento de portadores de transtornos mentais decorrentes do uso e dependência do álcool e múltiplas drogas, oferecendo desintoxicação leve.

O local recebe usuários a partir dos 18 anos de idade, com atendimento de atenção dia ou atenção 24 horas. Ao ingressar no serviço, a pessoa passa por uma triagem chamada de escuta qualificada, atendimento psiquiátrico e, dependendo da situação clínica ou nível de intoxicação, é admitido no atendimento 24 horas ou no atendimento dia.

Fonte: PMJP

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário

Copyright © 2003 - 2017 - Portal Folha do Valentina Notícias - Rádio, TV Jornal Jampa Notícias - TV JAMPA - Petrúcio Prado