Venezuela é a economia mais miserável, de acordo com a Bloomberg

0

Economistas consultados pela empresa norte-americana acreditam que a inflação vai subir 600% este ano.

De acordo com o Índice de Miséria da   Bloomberg , que combina as perspectivas para os países de inflação e desemprego para este 2017, para o terceiro ano consecutivo de problemas econômicos e políticos na Venezuela torná-lo o mais miserável no ranking , com a inflação o mais alto no mundo, de modo que este é o primeiro fator que influencia a posição atribuída.

Argentina, África do Sul, Ucrânia e Grécia depois da Venezuela aparecem como “as economias mais dolorosas para viver e trabalhar”, segundo Bloomberg

O relatório descreve os problemas econômicos que têm assolado a Venezuela durante anos. “Os preços do petróleo baixa, a única fonte significativa de exportação, têm alimentado uma crise que deixou prateleiras das lojas de alimentos vazio, hospitais sem medicamentos básicos e crime em ascensão e cada vez mais violenta”, diz o relatório da empresa financeira dos EUA.

Enquanto o país não apresentou dados econômicos a partir de 2015, o índice deBloomberg , que visa controlar a inflação, mostrou um aumento nos preços de 1.419% desde meados de agosto.

Em adição, os economistas na estimativa de pesquisa que Venezuela ‘s inflação vai subir a uma taxa quase seis vezes este ano , de acordo com a estimativa média do ambiente econômico.

Em 2014 um estudo realizado por Steve Hanke da John Hopkins University , definiu o Índice de Miséria como a conta do efeito da deterioração das principais variáveis econômicas na qualidade de vida dos cidadãos de 89 países na Venezuela, que também ficou no topo da lista.

De acordo com Hanke, sua pesquisa foi baseada exclusivamente em dados oficiais “não oferecem preços reais dos produtos no mercado, mas a inflação calculada apego aos preços controlados.”

A menos miserável

Em contraste, na Tailândia, em grande parte devido à sua forma única de cálculo do emprego- é a economia do país com menos miséria de todos os 65 países pesquisados pela Bloomberg .

Enquanto isso, o Peru está entre as economias menos miseráveis da lista, em 30º lugar de 65 países. Bloomberg disse que esta melhoria notável, a considerar que o país sul-americano foi um miserável losmás em 2016 (17), após uma seca causou uma forte inflação dos alimentos, resultando em uma demanda interna fraca.

O Chile também está entre os países menos miseráveis, registando uma melhoria significativa no estudo, a partir da posição 16 em 2016-23 em 2017.

Completando a parte positiva do ranking deste ano, Hong Kong, Taiwan, Holanda, China, Equador e Rússia melhoraram seus indicadores.

A perspectiva mais otimista na China (52), a segunda maior economia do mundo, é uma benção para as perspectivas globais e dos Estados Unidos estava entre os 20 países menos miseráveis ​​(na No. 49).

O top ten dos miseráveis

1. Venezuela
2. África do Sul
3. Argentina
4. Grécia
5. Tuquía
6. Espanha
7. Ucrânia
8. Sérvia
9. Brasil
10. Uruguai
Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário

Copyright © 2003 - 2017 - Portal Folha do Valentina Notícias - Rádio, TV Jornal Jampa Notícias - TV JAMPA - Petrúcio Prado